Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Da série "Eu Recomeiindo" - Tom Zé: Sem Palavras, ao Pé da Letra



Sabe aquele CD que você descobre (compra, baixa, etc...) e fica ouvindo por vários dias, bitoladamente? Então, esse foi um dos meus casos à época do lançamento: Tom Zé e seu CD "Danç-Eh-Sa - Dança Dos Herdeiros do Sacrifício".

Famoso por, dentre outras façanhas, ter ousado colocar na capa de um dos seus Lp's, nos anos 70 (o "Todos Os Olhos"), uma foto em close de um ânus (!) devidamente disfarçado - sem pêlos e com uma bolinha de gude verdinha colocada bem "lá" (há alguns dias ouvi dizer que a tal imagem na capa não se trata de um orifício humano. Vai saber...), Tom Zé faz o experimentalismo reinar em todas as faixas desse seu último CD. Além da já tradicional mistura de ritmos e instrumentos não convencionais, ele radicalizou ao não fazer uso de palavras em nenhuma das faixas: ele canta espécies de sílabas percursivas sem muito nexo (acredito eu) e brinca com onomatopéias (caso da faixa "Atchim - Revolta Paiaiá 1673"). É diversão garantida.

Segue trecho de uma entrevista concedida à "Época Online", que resume bem a inspiração do CD:

“ÉPOCA Online - Como surgiu a idéia desse disco?

Tom Zé - Pensei em fazer o disco depois que vi o resultado de uma pesquisa da MTV, que retratava uma juventude desinteressada de solidariedade, compromisso social e que não gostava de letra de música, queria saber apenas de um refrão. Aí pensei em fazer algo que voltasse a essa barbárie, fazendo uma canção que não tivesse nenhuma palavra."
É, pelo menos a "audiência-padrão" da MTV fez render bons frutos. E claro, devidamente processados pelo liquidificador cerebral de Tom Zé.

Abrçs/Bjs... “Beeep"!

___________________
Faça o download do disco ! Via Eterno Contestador
___________________

Um comentário:

neTrop!k@lista disse...

cacete
eu amo tom zé
já ouvi esse disco, é um dos mais experimentais dele, mesmo.
um abraço, Lismar
tens bom gosto.
quanto a pearl jam..
você podia estar matando, podia estar roubando...