Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Dicas nacionais para o Planeta Terra Festival

Fiquei pensando que, para quem lê o La Cumbuca, essa lista seria muito óbvia. Mas mesmo assim, indico aí embaixo alguns nomes em atividade na música brasileira que podem empolgar o público enquanto esperam pelo Sonic Youth e Primal Scream (as dicas de bandas internacionais está neste link).


Rockz - a prova do quanto eles conquistam rápido um público que não está lá especialmente para vê-los já foi presenciada pelo La Cumbuca durante a abertura do show do Mudhoney no Rio de Janeiro e agora no festival Garimpo, onde boa parte estava lá pela volta do Violins. Em sintonia com o que tem sido feito lá fora em termos dançantes sem deixar de ser a cada dia mais nervoso e pesado (o que aliás também está acontecendo lá fora).


O Lendário Chucrobillyman - banda de um sujeito só que ataca vários instrumentos de uma vez e é impossível não achar divertido, pelo menos em mp3. Há a curiosidade de presenciar isso ao vivo - cairia bem em um palco indie.


Sweet Fanny Adams - é o Talking Heads e é o Franz Ferdinand e é muito bom, baixo imponente, ótimos vocais em inglês, tem tudo para agradar aqueles que estarão esperando por Maximo Park e Metronomy.


Cidadão Instigado - Um dos melhores discos de 2009, banda cada vez mais afiada em apresentações onde a viagem é item obrigatório. Da primeira vez que vi, abrindo para o Los Hermanos achei pouca coisa boa além da bateria ensandecida de Clayton Martin. Na última, abrindo para o Little Joy, só vi o final, mas que final. E se não puder ser eles pode ser o...


Mr. Spaceman - banda do guitarrista do Cidadão, Régis Damasceno. A maior surpresa dos shows que a Midsummer Madness fez há umas semanas atrás comemorando 20 anos de existência do selo/fanzine. Birt pop com letras em inglês de uma perfeição absurda.


Vivendo do Ócio - molecada da Bahia que lembra Arctic Monkeys. O disco ficou rolando bem enquanto tocava através do myspace.


Superguidis - a banda que num mundo justo devia tocar no rádio, fazer turnês pelo país e ser grande já. Arranjos, letras, idéias, tudo funciona bem demais nas músicas dos meninos de Guaíba, Rio Grande do Sul. Guided By Voices, Pavement, Foo Fighters.


Violins - a mesma coisa da banda acima, só mudando o final para Goiânia, Goiás. Sunny Day Real Estate, Muse, Beach Boys


Mombojó - Prestes a lançar disco novo, o pessoal de Recife é um dos grupos (junto a Móveis Coloniais de Acaju, já escalado para o festival) a preencher o espaço de banda idolatrada, na esteira da ausência do Los Hermanos do cenário.


Dead Fish - o hardcore deles é o maior estranho no ninho dentre esses nomes, né? Mas isso seguindo uma lógica que o festival busca uma diversidade dentro do rock e uma vez que Offspring tocou ano passado, até que faria sentido. Aliás, esqueci do NOFX nos nomes internacionais. Com certeza traria mais umas mil pessoas para o festival, já que da última vez que vieram teve até mais gente que isso nos shows.


Black Drawing Chalks - Estou para falar dessa banda há muito tempo. Já tinha ouvido falar desse nome algumas vezes e não dado bola para escutar até que um dia passando pela MTV uma banda ao vivo com um som de nível internacional, stoner, queens of the stone age, alta evolução do rrrrock goiano.


E por falar em rrrrock poderiam também colocar o Autoramas na programação. Ou o Ludov, ou o Pullovers, Walverdes, Ronei Jorge e os Ladrões de Bicicleta, Canastra, Céu, Retrofoguetes, Cascadura... O que não está faltando no Brasil são boas opções.