Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Móveis Coloniais de Acaju no Circo Voador (06/06/2009)


Falar como foi um show do Móveis não é difícil, até quem não foi sabe perfeitamente o que aconteceu. A banda brasiliense continua bem na fórmula descoberta para fazer todo mundo pular, agora num formato um pouco diferente. Tocando basicamente músicas do novo disco, e até ignorando os pedidos do público que gritavam incessantemente 'Gregório', eles fizeram mais um showzaço no Circo.

Confesso aqui que a audição do C_mpl_te não me deixou muito feliz, parecia que o disco saiu meio forçado, a prova para mim era ver se ao vivo funcionava. Ficou melhor que a encomenda, é uma mutação incrível, a mais forte para mim foi em "Bem Natural", no cd mais uma faixa no meio de doze, no show ela cresce e assume proporções devastadoras, parece outra música. Todas as outras do novo disco que foram tocadas crescem com o espírito da banda, aquelas que já frequentam a setlist há algum tempo continuam arrebatadoras, "Lista de Casamento" e "Sem Palavras" merecem uma estrelinha.



Poucas músicas do 'Idem' tiveram espaço, mas quem foi teve o prazer de cantar "Vê se vem buscar o que restou aqui/de lembranças /pois já é hora de por recordações/ para fora" no final da apoteótica "Aluga-se-vende". Momento que deve ser cada vez mais raro, visto que a banda está em transição, as músicas do disco novo já vão ganhando espaço de uma forma bem saudável e bem realizada pela banda. Quero ver o que eles vão inventar quando decidirem acabar com a roda de Copacabana...


Não ficou devendo também as provocações na hora de pedir a participação da platéia: "Em São Paulo funcionou, será que aqui vai?" - disse o vocalista André Gonzales na hora de reger um coro, que diga-se de passagem, foi muito bem feito pela trupe do Circo Voador! Não é apenas na hora do coro que a banda tem o domínio de todos os mortais ali, centenas de coreografias são ensinadas em frações de segundos, Carlinhos de Jesus ficou com inveja.

Uma coisa a notar é que eles fizeram o lançamento do CD mesmo sem ele ter saído! Quem queria comprar o físico chegou na banquinha e ouviu “Ainda não tá pronto. Baixa da internet”. Perfeita descrição do novo modo de vender música, o artista ganha com o show e a música é sua.

Aos que perderam o show resta a esperança, ano passado eles falaram que voltariam mais vezes ao Rio. Pela minha conta faltam uns três, até lá então.

3 comentários:

Dimitri BR disse...

fala Túlio!

beleza?

só pra avisar que criei uma seção lá no http://diahum.blogspot.com pra linkar tudo o que for publicado sobre o diahum em outras praças, e o teu post (devidamente creditado, é claro) já está lá!

valeu, abraços pra tU (e pro Otaner - ou seria otaneR? rs)

André Monnerat disse...

O c_mpl_te também não me bateu tão bem de primeira não, mas foi melhorando à medida que ouvi mais.

Pena que não deu pra ir no show.

Dine disse...

Poxa, André... perdeu um showzaço =)