Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Um domingo da abertura do Carnaval Não-Oficial aos Móveis na areia




Sem tempo para falar muito (quando tenho?), mas tentando não acumular assuntos igual ano passado, deixo aqui minhas primeiras incursões musicais (como espectador, claro) no mundo da música ao vivo em 2014.







E da melhor forma que pode existir, começando com carnaval, mais precisamente a que já pode ser considerado tradicional Abertura do Carnaval Não Oficial do Rio de Janeiro, se antecipando às festas que, no calendário, começam em março este ano, mas no Rio isso significa dois meses de "aquecimento".







Não é uma maravilha. Quer dizer, depende muito da hora que se chega e saber qual é a "hora boa" não é tarefa fácil, o que não difere tanto assim do carnaval, mas cumpre bem sua função de começarmos a nos ambientar com gente fantasiada e música vindo de vários lugares.







No final da tarde era possível ver o ET do bloco Vamo ET quase que como "mais um no bolo", só falta colocarem um copinho na mão dele, enquanto um grupo de músicos ia tocando as marchinhas tradicionais. Logo depois, em frente ao prédio que era da Bolsa de Valores, um contingente reduzido do Cinebloco fazia a trilha sonora do momento, com músicas vindas, como você já supôs, de trilhas sonoras de filmes.




Cinebloco, "Ghostbusters"



Ainda deu para ver um pouco da apresentação de dança e percussão dos Tambores de Olokun, que nunca tinha ouvido falar e vai na pegada do Rio Maracatu, mas o Rio de Janeiro oferecia outra opção no domingo, que era o show do Móveis Coloniais de Acaju em Ipanema.







Cheguei da metade para o fim da apresentação e o que pude perceber foi uma enorme diferença da reação entre as músicas dos dois primeiros discos e as do trabalho lançado ano passado, De Lá Até Aqui. Se por um lado é sempre interessante ver uma banda que busca não se repetir tanto (me parece que há um direcionamento de soul music em algumas músicas novas), por outro lado o novo material dá saudade do agora relegado ska, das melodias balcânicas e até das letras surrealistas e interessantes como "Perca Peso" ou "E Agora, Gregório?".





Móveis Coloniais de Acaju, roda de Copacabana - vídeo de lugar artevistas




O que não impede da banda sempre se divertir e se empolgar tocando qualquer coisa, até mesmo "Beijinho no Ombro". Somando-se a animação da banda, o cenário ensolarado e imbatível de Ipanema e o sempre grande momento quando tocam "Copacabana" (pois é, em Ipanema), gerou um ótimo desfecho para um show que não foi, mas poderia ser tão quente quanto as incandescentes temperaturas da cidade nos últimos dias. Mesmo assim, nada mal começar 2014 com Carnaval e Móveis.

Nenhum comentário: