Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vídeos: Moreno Veloso e várias crianças cantando Olodum e Jason Mraz (em versão de Pikeno e Menor) - 06/09/2014




Seria legal dar destaque sobre o bom show que Moreno Veloso fez no último sábado no Teatro Rival, em turnê de lançamento de seu disco Coisa Boa. O disco tem momentos um tanto quanto sonolentos, mas isso pode ser um elogio para Moreno, que fez a faixa-título pensando em ser uma canção de ninar mesmo, e esse conceito parece atravessar boa parte do disco.



Mas, veja que coisa boa, no show essa sonolência fica menos evidente, com as canções do disco diluídas e melhor distribuídas em um setlist que já dispara logo no começo a melhor do novo álbum, "Um Passo à Frente".






Poderia ser interessante ressaltar a participação da cantora Ana Cláudia Lomelino, do Tono, ou a banda deste show, que foi composta por metade do Do Amor, leitores do La Cumbuca hão de conhecer bem o Do Amor, com Marcelo Callado na bateria e Gustavo Benjão no baixo.


Benjão foi do baixo à guitarra para cantar "Isso é Carimbó" do Do Amor, grata surpresa, com direito a Moreno seguindo o falsete cômico que Benjão faz em um dos versos.







Na guitarra estava Pedro Sá, como é de forma mais costumeira em shows de Moreno Veloso, mas também com participação para além da guitarra, cantando "ET", de seu antigo grupo Mulheres Q dizem Sim, que, aliás, ensaiam retorno comemorativo aos 20 anos do primeiro e único disco.







Poderia destacar a desenvoltura atual de Moreno, apresentando e dando explicações sobre várias músicas, boas introduções como a que fez sobre a lindíssima "Rosa" composta por Nenung d'Os The Darma Lovers para a filha de Moreno, sobre Moreno sambando e tocando o "instrumento baiano"... prato e faca; sobre o quase mashup que faz dentro de "Mambeado", do grupo argentino Onda Vaga, com "Swing da Cor", sucesso na voz de Daniela Mercury.



Sim, poderíamos falar sobre tudo isso e, bem, já está dito. Mas nada foi mais surpreendente quando algumas crianças começaram a subir no palco lá pelo final do show e de repente, mais ou menos uma dúzia de pimpolhos, filhos dos músicos e dos amigos dos músicos na plateia.



Dispostos de forma totalmente anárquica pelo palco, algumas das meninas exigiam uma música chamada "Será" (Legião Urbana?), mas após um pouco de negociação, Moreno conseguiu tocar "Deusa do Amor", que é do Olodum, mas que é quase item obrigatório do show desde a época que foi gravado no disco Máquina de Escrever Música, do Moreno+2.



E, desta vez, em arranjo que dificilmente conseguirá ser repetido, já que algumas das crianças usaram (e abusaram) de forma intuitivamente caótica instrumentos e brinquedos percussivos, além dos pratos da bateria.




"Deusa do Amor"



Na sequência, as meninas conseguem emplacar um pedido: a versão de uma música do cantor Jack Johns... digo, Jason Mraz, versão esta feita pelos MCs de funk ostentação Pikeno e Menor, com inspiração, nesta música pelo menos, meio gospel... Muita informação, não é mesmo?




"Valeu Amigo"



Poderia dizer que o show terminou com "Volks-Volkswagen blue" de Gilberto Gil, mas o show de encerramento mesmo foi do filho de Pedro Sá "intervindo" na hora do solo de guitarra. Em show de disco com inspiração em canções de ninar, o destaque acabou sendo crianças bem acordadas.







Você pode ver 12 vídeos de boa parte do show aqui ou clicando aí embaixo:





Lista de músicas gravadas:


Um Passo à Frente

Das Partes

Rosa

Não Acorde o Neném

Isso é Carimbó

ET

Arrivederci

Ilê de Luz

Corpo Excitado

Deusa do amor

Valeu Amigo

Volks-Volkswagen Blue

Nenhum comentário: