Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Um show nacional-estrangeiro de 2011: Titãs e Xutos e Pontapés - Rock in Rio 2011

Desde que Titãs e a banda portuguesa Xutos e Pontapés foram anunciados como atrações que tocariam juntas no Palco Sunset do Rock in Rio eu tinha um palpite: os Titãs iriam tocar algumas das suas músicas mais pesadas, dentro do extenso repertório de hits da banda.




O grupo já iria tocar no primeiro dia, abrindo o palco principal, junto com os Paralamas do Sucesso e a Orquestra Sinfônica Brasileira, provável espaço para baladas, momentos mais melosos e aqueles megahits, tipo "Sonífera Ilha", "Epitáfio", etc., o que se confirmou. Isso era o óbvio.




Já o Xutos era a maior referência de rock português até uns dez anos atrás, pra mim. Referência que eu lia por aí, mas não corria atrás de ouvir. Supunha, por ser dos anos 80, um grupo com referências de new wave, pop, algo parecido com qualquer banda mais famosa do rock brasileiro dos anos 80, aí incluídos os Titãs. Mas...




A abertura dis Titãs com "Diversão" foi promissora, apesar da falha do microfone de Paulo Miklos e do som ruim, que foi o padrão do festival. A música seguinte era de autoria dos Xutos, "Dados Viciados", e a porrada hardcore que foi tocada, inédita para a maioria dos ouvidos do Rock in Rio, foi tão impressionante que a reação foi imediata, abrindo rodas de pogo no meio da multidão.




Daí pra frente percebi e aprendi que o Xutos talvez tenha mais a ver com grupos punk de São Paulo dos anos 80 (Inocentes, por exemplo) com um pouco mais de melodia. O parentesco com o disco Cabeça Dinossauro dos Titãs também podia ser notado, e para equilibrar o jogo foi ali que os Titãs buscaram boa parte do seu repertório, com a faixa-título, "Polícia", "Bichos Escrotos", "Porrada" e "AA UU". Mas para cada uma dessas Xutos tinha uma resposta à altura: "Não Sou o Único", "Para Ti Maria", "Casinha".




Os músicos não saíam de cena, enquanto os grupos alternavam canções e participações uns nas músicas dos outros, até o término com "AA UU". Talvez tenha sido só por uma noite, mas depois do show batia a esperança que os Titãs se energizassem com a performance dos lusitanos e voltem a fazer shows com essa força que demonstraram que ainda têm. 2012 está chegando para nos dizer o que vai acontecer. Mas essa noite já serviu para mostrar que sim, eles podem.









-----------------




Coloquei esses posts sobre o show Titãs-Xutos e o disco do BiD de forma separada, porque é hora de fazer aquelas listas famigeradas de melhores. E eu realmente não sabia onde colocá-los nas listagens. Durante a semana vou colocando o que considerei como destaque no ano em relação a discos e shows.

Nenhum comentário: