Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Harmada no Espaço Sérgio Porto (24/06/12)

Harmada - 24/06/12



Uns anos atrás, existiam um monte de bandas no Rio que apostavam em um pop rock simples e eficiente, com "eficiência" significando agradar um público interessado no máximo de melodias radiofônicas que a Rádio Cidade não conseguia suprir.





Harmada - 24/06/12




Então tínhamos por aí Columbia, Reverse, Eletro (este era muito ruim, vixe), Som da Rua, Noitibó, Onno, Parlophone, Ramirez, além de outros que demonstravam um pouco mais de personalidade (o que não era necessariamente bom, em alguns dos casos), como Moptop, Lasciva Lula e Filhos da Judith, esta última ainda por aí e agora acompanhando o tremendão Erasmo Carlos em shows pelo Brasil.








Lendo esses nomes, percebo que não foi uma grande década para o Rio de Janeiro, se levarmos em conta só esse universo musical, mas ei, era o que tínhamos. Também não era tão ruim assim. E eu gostava do Columbia. Tinha alguns defeitos e nenhuma música particularmente que eu consiga lembrar (tocavam cover de Oasis ou Coldplay, lembro que o lance deles eram bandas inglesas), mas achava que o guitarrista tirava um som bem legal das seis cordas.




Escrevi isso acima e antes de uma breve pausa de algumas horas, entrei no google e entendi o porquê eu me lembrar tanto do Columbia: tanto o vocalista/guitarrista quanto a baterista do Harmada já foram da banda. E isso é bom, porque essas bandas que citei anteriormente estão em imensa maioria inativas, o que deve tornar o Harmada um representante necessário na cidade, para o gênero musical que se propõem.



Harmada - 24/06/12


No show do Sérgio Porto, o Harmada pareceu naquele estágio onde o público é formado muito mais por amigos do que por fãs, mas isso não impede a banda de apresentar um bonito videoclipe no começo da apresentação e também apresentar as músicas de seu primeiro disco, Música Vulgar para Corações Surdos, algumas com grandiosas intenções, como é o caso de "Avenida Dropsie".







Se com essas intenções é possível chegar em algum lugar, ou pelo menos chegar onde as bandas cariocas do mesmo estilo chegaram, só o tempo (e o público) vai dizer.

Nenhum comentário: