Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

terça-feira, 26 de junho de 2012

Super Mario Bloco no Circo Voador (24/06/12)

Super Mario Bloco - 24/06/12



Tenho o privilégio de ter assistido a 100% das aparições (duas até agora) do mítico Super Mario Bloco. A primeira vez foi no carnaval e postei alguma coisa na ocasião, mas acho que vale mais algumas palavras sobre como foi o bloco na época e em contraste com a apresentação no Circo Voador, dentro do festival Circo Digital.



Super Mario Bloco - 24/06/12




Afinal, será que é preciso gostar dos jogos do Mario para curtir o Super Mario Bloco? Descendo as ladeiras de Santa Teresa no carnaval, a resposta é que você não precisa nem mesmo gostar de carnaval para gostar do Super Mario Bloco. O trajeto, os andamentos da maioria das músicas e o clima do lugar em alguns momentos lembravam mais alguma espécie de cortejo religioso italiano (só que com gente fantasiada) do que um bloco de rua carnavalesco. O que era ótimo, considerando que já estávamos na quarta-feira de cinzas e a maratona momesca tinha sido pesada (e incrível) para mim.



Super Mario Bloco - 24/06/12



Já no Circo Voador, o clima era outro. Saem as ladeiras e o clima bucólico/lúdico do fim de tarde em Santa Teresa e entra a noite e um palco com um telão mostrando as fases do jogo referente às músicas que estavam sendo tocadas. Quer dizer, suponho que tenha sido isso, já que estou bem longe de ser um expert na franquia do encanador bigodudo e seu primo Luigi.







Além disso, duas pessoas fantasiadas de Mario e Luigi iam aparecendo, "interpretando" e dançando de vez em quando, enquanto os integrantes do bloco, também caracterizados como personagens do jogo estavam em cima de uns tablados cobertos com panos brancos que, iluminados por projeções, se transformavam no chão e naquelas plataformas que o Mario fica pulando no jogo.



Super Mario Bloco - 24/06/12




Algumas músicas todo mundo é capaz de reconhecer, com destaque para inserção de "Don't Worry, Be Happy" dentro de uma delas, com uma levada de reggae no meio. Mas o que pega são os arranjos e os diferentes ritmos que os temas dos jogos vão ganhando, com uma predominância da turma do sopros que inclui músicos do Canastra, Abayomy Afrobeat Orquestra, Brasov e Paraphernália, entre outros. A parte percussiva, mesmo que em menor número do que no carnaval, dá conta bonito do recado.



Super Mario Bloco - 24/06/12



Além do reggae de "Don't Worry, Be Happy", há espaço para ritmos caribenhos, bossa nova, swing, afrobeat e orquestrações de big bands que parecem saídas da cabeça de Spike Jones. A parte onde a "estrelinha" trompetista Leandro Joaquim sai correndo, perseguido por Mario & Luigi, é impagável. Lá pelas últimas fases (ou músicas) há uns arranjos embasbacantes e os detalhes da flautinha e do xilofone mostram o cuidado que existe para manter a fidelidade com a música do joguinho.








Meu lado infame insiste para que acabe essa resenha com um "game over". Era o fim do festival Circo Digital, que rolou desde quinta-feira no Circo Voador e foi também o fim das minhas férias do trabalho, que tento (odeio prometer) começar a contar aqui de trás para frente ou sem ordem cronológica nenhuma, para começarmos a entrar nas Parciais 2012 com o que rolou de mais legal em shows e músicas no Rio, Brasil e mundo. Então... Game Over. E vamos começar.

Um comentário:

Bê Lima disse...

Hahahahahahah

Sensacional achar artigos sobre o Super Mario Bloco enquanto navego..

A propósito eu sou a própria "pessoa fantasiada de Mário". hahaahahaha