Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sexta-feira, 22 de março de 2013

Resenha + 9 vídeos: Mombojó no Circo Voador (16/03/13)

Uma coisa que às vezes me incomoda: você precisa de motivos para celebrar a vida? O centenário de Luiz Gonzaga é mais importante que 101º ano do seu nascimento ou quando a data estava marcada em 99 no velocímetro do tempo? Os discos dos Beatles (em especial os da "segunda fase" da banda) já tiveram nos últimos anos quase todos seus lançamentos celebrados pelas quatro décadas de existência alcançadas e daqui a pouco lá vamos nós para as comemorações de 50 anos, mas será que se todos se houvesse um relançamento especial e caprichado para comemorar o aniversário de 27 anos de Abbey Road seria menos especial? Bom, para a maioria das pessoas seria estranho.





Então temos o Mombojó, em 2013, com 12 anos de existência, lançando um disco chamado 11º Aniversário, onde regravam vários temas dos seus três discos anteriores e uma música inédita-porém-antiga, que ainda não havia sido gravada. A possível escassez de ideias para um lançamento desse tipo não é perceptível no vigor da apresentação que fizeram no último sábado no Circo Voador, com a ajuda de alguns convidados ilustres, e dissipa qualquer estranheza relacionada a datas quebradas.





Um desses convidados fez também o show de abertura. A parceria entre China e Mombojó também já deve passar de uma década, e vai além do projeto que têm em conjunto, o Del Rey (tocando versões do cancioneiro de Roberto Carlos). Já era meia-noite, a presença do público ainda era tímida, mas isso foi logo se ajeitando. China segue o seu roteiro habitual de dança epiléptica e boas músicas, como "Sem Paz".




"Sem Paz"



Quando o Mombojó entra, é com vontade de arrebatar a audiência, trazendo logo "Faaca", um cavalo-de-batalha, que geralmente era destinado mais para a metade final em apresentações passadas. "Procure Saber", a única "novidade" em termos de música dessa comemoração tardia de 11 anos de banda, também foi bem recebida.




"Faaca"

"Procure Saber"




A partir daí seguiu-se o repertório base do disco comemorativo, além dos maiores sucessos nos palcos, com algun arranjos bem diferentes, e outros que foram ficando diferentes ao longo desse tempo de 12 anos onde, dos sete integrantes originais do grupo, sobraram quatro (o baixista Samuel saiu da banda recentemente). Sobra espaço hoje em dia para o tecladista Chiquinho e o guitarrista Marcelo Machado irem longe com os timbres de seus instrumentos, e "Vazio e Momento" ganhou uma importância bem maior do que tinha.



"Vazio e Momento"

"Baú"




"Baú" ganha uma introdução quase erudita com outro dos convidados da noite e do disco, o pianista Vitor Araújo. Mas o que tornou essa noite especial foi a participação de Canibal, baixista e vocalista do grupo punk Devotos. Baita surpresa ouvir "Alien" e o hino "Punk Rock, Hardcore Alto José do Pinho", do Devotos. No meio delas, Canibal contribui em trazer ainda mais ferocidade às partes nervosas de "Realismo Convincente". Se a roda do Mombojó começar a girar para além de somente novos arranjos, poderemos ter bons shows como esse, comemorando o aniversário de 17, 19 ou 23 anos da banda.



"Punk Rock, Hardcore Alto José do Pinho"




Veja os vídeos de 9 músicas do Mombojó + 2 músicas do China:









Nenhum comentário: