Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Show Inteiro: Tono na Casa de Cultura Laura Alvim (23/08/15)





Tono Sur Tono




A Casa de Cultura Laura Alvim (centro cultural com cursos de teatro, exposições, teatro, cinema, livraria e bistrô) fica ali no Posto 8, em Ipanema, ponto privilegiado do Rio de Janeiro. Desde os anos 80, o local promove shows, alguns históricos, como os de Marisa Monte antes de lançar o primeiro disco (eu não estava lá) ou a primeira edição do Festival Expo Alternative (eu estava lá).




Em Julho, uma ocupação (um viva para as ocupações!) artística tomou conta do espaço e vêm promovendo shows, não no teatro e, sim, na varanda, com aquela bela vista da praia.   Os shows acontecem aos domingos, em horários acessíveis (o dj começa por volta das 16h30 e o show, 18h30 ou 19h) e preço adequado (R$ 20 meia).   Para o povo que bebe e reclama do preço da cerveja, é só entrar, pegar a pulseira e buscar um ambulante ou ir ao supermercado ali pertinho se abastecer.




Esse ano, infelizmente, vi apenas dois shows do Tono.  O primeiro, um festão de aniversário para Bem Gil (cheio de participações especiais: Gilberto Gil, Jorge Mautner, Domenico Lancellotti, Alberto Continentino, Felipe Rocha, Marcelão de Sá e Dr. Ota) no SESC Ginástico.  E, agora, na Laura Alvim.




2015 foi um ano produtivo para a banda.  Não que tenha saído um álbum novo do grupo mas os integrantes resolveram botar na rua seus trabalhos solos.  Ana Cláudia Lomelino transmutou-se em Mãeana, Rafael Rocha construiu a sua Pirâmide e Bruno Di Lullo mostrou sua Meia Banda.  Segundo Rafael disse durante o show, o Tono gravou um álbum, em parceria com Serena Assumpção, "cantando músicas para os orixás" e está prestes a sair.




No varandão, o Tono tocou músicas dos seus três discos ("Tono Auge", "Tono" e "Aquário"), relembrou o Binário, Itamar Assumpção e reverenciou os 30 anos da axé music.




E ainda recebeu alguns convidados como a baterista Patrícia Rezende (Dead Lover's Twisted Heart, Fungos Cubenses, Velociraptor) e o baixista Fábio Lima (Letuce, Abayomy Afrobeat Orquestra).




A presença de Fábio teve um toque especial porque ele, Rafael e Bruno fizeram parte do Binário (nave-mãe de toda uma geração de bandas cariocas) e tocavam, pertinho dali, no Coqueirão, todos os domingos, em saudosos e memoráveis shows.




E, claro, as crianças... A vantagem de um show neste horário vespertino é a possibilidade dos pais levarem juntos os seus rebentos.  Tanto na platéia quanto no palco.  Então teve Lola (tente não se emocionar com pai e filha e essa linda canção), Martim, Dom e muitos outros petizes, dançando, cantando, observando, absorvendo a boa música do Tono.  Daqui a 15, 20 anos, pode ser que sejam eles que estejam tocando e nós estejamos vendo.




Vejam as 17 músicas do show:






Ou, se preferir, clique aqui.


Lista de Músicas:


- Ele Me Lê (com Patrícia Rezende)


- Sonâmbulo / Papapá


- Como Vês


- Tu Cá Tu Lá


- Leve / Vamos Andar na Praia (Binário)


- Chora Coração


- Aquele Cara (com Fábio Lima)


- Da Terra Pro Sol (com Lola)


- Não Consigo


- Me Sara


- Se Eu Fiz Tudo (Itamar Assumpção)


- Madagascar / Feijão Com Arroz


- Samba do Blackberry


- Quando Você Dança (com Martim e Dom)


Nenhum comentário: