Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

domingo, 20 de dezembro de 2015

Vídeos: 9 Shows da Miranda






Miranda: 2012/2015


Retomando o obituário, mais um post-epitáfio sobre o encerramento de uma casa de shows.  Infelizmente, tá virando praxe aqui no La Cumbuca.  Relembre aqui vídeos dos finados Reserva +  (2011/2013) e Studio RJ (2011/2014).

Desta vez, é a Miranda que anunciou o seu precoce fim dias atrás.  Os motivos alegados foram vários: falta de patrocinador para o próximo ano, aluguel alto, fechamento da casa durante três meses por causa das Olimpíadas.

A Miranda chegou pra causar.  Enchia a boca pra falar que o público-alvo era a elite, um público ~diferenciado~ que pode pagar muito caro por um bom show.  A inauguração foi com o "Recanto" da Gal Costa por inacreditáveis R$ 800.  Ah, beleza, "todo mundo" paga meia mesmo...  Com o tempo, óbvio, os preços foram diminuindo.  Mas isso não ajudou muito.  Outro empecilho, esse bem mais complicado, era o fator localização.  De carro, pagava-se uma fortuna pelo estacionamento; de táxi, não saía barato; de ônibus, no mínimo, rolava uns dez minutos de caminhada até o ponto mais próximo.

Mais pontos negativos? Tem sim, senhor! A configuração estranhíssima da casa.  A acústica era maravilhosa mas a visão só era favorável se você se sentasse nas mesas em frente ao palco (alguns shows chegaram a ser com pista livre).  Pilastras no meio da pista costumavam atrapalhar bastante.  No começo, eu tinha um macete que era sentar no bar (ao lado do palco) que, aliás, era o ingresso mais barato.  Depois de um tempo, acho que manjaram a jogada e excluíram os bancos do bar!  Tudo bem, eu comprava o ingresso mais em conta, no pior lugar da casa.  Pouco antes do show começar, era só pular para uma mesa, sempre vazia, bem na frente do palco e ver tudo da melhor maneira possível.

Preço, localização, espaço... é muito contra pra pouco pró.  Mas podia ser pior: a confusa curadoria da casa também não colaborava.  O fato é que a casa não pegou.  Até o nome, homenageando Carmen Miranda, confundia as pessoas que não se decidiam nunca pelo masculino ou feminino: "Vamos na Miranda ou no Miranda?".

Fico triste porque, mesmo pela proposta toda equivocada do projeto, é mais um espaço cultural que o Rio de Janeiro (junto com o artista e o público) perde.  Vai fazer falta? Sei lá.  Só sei que aí embaixo tem nove shows que ocorreram por lá, caso você queira conferir.


2012


01) 25/04 - Comédia & Música: The Collets






02) 05/06 - Terças Notáveis - Série Grandes Nomes, Grandes Discos: Charles Gavin conversa sobre o disco "Cabeça Dinossauro", do Titãs, com o pesquisador Fred Coelho e com a banda Letuce que apresenta algumas músicas deste álbum






03) 28/09 - Silvia Machete: Show de Lançamento do cd/dvd "Extravaganza - Ao Vivo"






2013



04) 17/01 - "Jeito Felindie - Tributo ao Raça Negra": Letuce, Vivian Benford, Minha Pequena Soundsystem






05) 30/07 - Projeto Pensar - Série Trampolim: Guilherme Arantes conversa com o jornalista Marcus Preto, relembra os seus grandes sucessos e apresenta algumas canções do novo cd "Condição Humana"






06) 28/08 - "Agenor - As Canções de Cazuza": Show de lançamento do cd (Produção: DJ Zé Pedro - Curadoria: Lorena Calábria) que conta com releituras de músicas de Cazuza por artistas da nova geração: Letuce, Tono, Do Amor, Botika, Mombojó, Mariano Marovatto, Brunno Monteiro, Bruno Cosentino, Qinho, Momo, Felipe Cordeiro






07) 30/10 - Projeto Pensar - Série Trampolim: Gaby Amarantos conversa com o jornalista Marcus Preto e apresenta canções do cd "Treme"






2014



08) 25/02 - Projeto Patuá: Lucas Vasconcellos conversa com o pesquisador musical Fred Coelho e apresenta canções do seu primeiro cd solo, "Falo de Coração" - Participação: Sandra de Sá






09) 29/07 - Projeto Patuá: Lia Sophia apresenta o show de lançamento do seu quarto cd - Participação: Zeca Baleiro





Nenhum comentário: