Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

domingo, 13 de novembro de 2016

Descanse em Paz, Leonard Cohen. Os relatos do Marcelo Costa (Scream & Yell) sobre Cohen ao vivo.





Nessas memórias particulares que tenho postado aqui sobre Leonard Cohen, as músicas que me fizeram admirar a obra do poeta canadense, não posso deixar de incluir os shows que tanto quis ver, mas nunca consegui e agora nunca conseguirei ver. Mas pelo menos duas apresentações eu de certa forma consegui assistir através dos olhos e das resenhas escritas pelo Marcelo Costa no Scream & Yell, que tirou a foto acima.




Em 2008 o Mac viu Cohen como uma ds atrações do Festival Internacional de Benicàssim. Aqui um trecho:


Pontualmente às 20h, Leonard Cohen adentrou ao palco do festival com os dez personagens que transformam em música suas letras/poesias. Olha, é difícil demais falar sobre esse show. Uma senhora emprestou um lenço para a Juliana enxugar as lágrimas no show de Edinburgh, na quarta anterior. Alguns dias antes, o Carlos falou sobre a apresentação que ele viu em Amsterdã “O Carlos que você conheceu no Rock Werchter não existe mais, agora existe o Carlos pós show do Cohen”. Esses sentimentos são muito mais do que música, transcendem algo que não sei dizer ao certo o que é.


Para ler tudo, vá em: FIB 2008, Domingo



Em 2012, em vez de um show dentro de um festival, foram três horas para venerar Cohen, em Paris.



Para alegria e loucura do franceses, ele introduzia varias canções declamando a letra em francês. Quando, no meio do show, cantou um longo trecho em francês em “The Partisan”, a audiência entrou em êxtase e aplaudiu longamente.


Leia a resenha completa aqui: Três horas de Leonard Cohen em Paris



Para não dizer que não vamos falar de "Hallelujah" aqui nessas homenagens ao Leonard Cohen, veja aí um trecho gravado pelo Scream & Yell em 2008.


Nenhum comentário: