Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

5 Melhores Shows Nacionais de 2018, por Otaner





Uma das coisas boas de fazer essas listas olhando em retrospecto o ano que passou é relembrar tantos bons momentos, ainda mais considerando que, convenhamos, em termos de política, economia e sociedade como um todo, nós precisamos ainda mais desses momentos especiais, da energia transmitida através de acordes, melodias, ritmos, música.



Precisamos ver a cidade como algo menos ameaçador, e no Rio de Janeiro isso não é fácil, vamos combinar. Por isso mesmo iniciativas como as de Lê Almeida, que coloca os instrumentos para fora do seu quartel-general do Escritório, em parte menos badalada do Centro, devem ser sempre celebradas e rolaram ótimos shows por lá. Da mesma forma Mauricio Gouveia, que abre a livraria Baratos da Ribeiro para artistas fazerem um som, sendo que foi lá mesmo que vi a banda Blastfemme, que beliscou forte o Top 5. Caramba, teve até show no estacionamento do Shopping Tijuca que foi legal, no caso da Letrux.



Festivais em locais como CCBB (Baco Exu do Blues é um exemplo, mas nos cinco melhores tem dois de festivais diferentes que rolaram por lá em 2018) e Marina da Glória (Boogarins e Rincon Sapiência dentro do Festival Queremos) nos permitem outro olhar sobre o Rio de Janeiro. Fora do Rio, vi um ensaio do Ilê Aiyê no Pelourinho de arrepiar. E voltando à cidade maravilhosa, não dá para esquecer que na Audio Rebel tivemos Patife Band e também Ná Ozzetti e Passo Torto! Quanta coisa boa.



Como menções honrosas, três shows que mostraram a íntegra de discos determinantes na música para a Cumbuca e possivelmente para quem ainda está aqui lendo: Black Alien mostrou o Babylon By Gus Vol 1 no Circo Voador todo na sequência, em aniversário de 14 anos de sua estreia solo. BNegão e Seletores de Frequência comemorou os 15 anos do Enxugando Gelo relembrando no Teatro do Sesi até faixas raramente tocadas ao vivo. E Djangos celebrou na Audio Rebel duas décadas de Raiva Contra Oba Oba com casa lotada. Três shows com uma mistura de passado & presente que ao mesmo tempo não tiveram ares de nostalgia.



E os que considerei melhores neste ano conturbado? O primeiro colocado dos últimos dois anos virou vice, mas permaneceu como campeão um representante baiano, estado responsável por 3/5 da lista. Os dois restantes já estiveram na lista de melhores discos, sendo que em um dos casos, o show era um espetáculo baseado no disco anterior. Acreditando que não há nenhum mistério no que escrevi e que os vídeos podem dar uma pequena ideia dos motivos para levar em consideração esses shows, veja aí a lista.









05
Xênia França
CCBB - 18/03/2018












04
Mauricio Pereira
Audio Rebel - 13/12/2018












03
Luiza Lian
Teatro Ipanema - 27/04/2018












02
BaianaSystem
Praça Mauá - 22/04/2018












01
ÀTTØØXXÁ
Festival Sai da Rede - 07/09/2018








Meu índice:

Top 5 Melhores Discos Nacionais
Top 5 Melhores Shows Nacionais
Top 5 Melhores Discos Internacionais
Top 5 Melhores Shows Internacionais
E melhor show e melhor disco que é simultaneamente internacional e nacional

Nenhum comentário: