Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

5 Melhores Shows Nacionais de 2019, por Otaner





Talvez o que chame mais a atenção na minha lista de melhores shows de 2019 é a ausência do Baianasystem e a razão disso é muito simples. Não vi nenhum show do grupo ano passado. Acompanhando a trajetória deles desde 2010, espero corrigir esse desvio este ano, ouvindo ao vivo as músicas do novo disco, O Futuro Não Demora.



Das dezenas de shows que efetivamente vi, Ratos de Porão, Nação Zumbi, Djangos e Paralamas do Sucesso são sempre garantias de diversão e qualidade. Do Amor lançou o disco Zona Morta com uma garra que fazia tempo não via neles (até porque a banda não tem feito muitos shows nos últimos anos). Mas quem beliscou esse Top 5 foram outros sumidos dos palcos. O Brasov comemorou 20 anos de existência (mesmo que não existam mais) relembrando aquela loucura toda deles que é engraçadíssima, dançante e cheio de detalhes nos arranjos, coreografia e improvisos.




05
Los Hermanos
Estádio do Maracanã - 04/05/2019







04
Mombojó 15 Anos de Nadadenovo
Fesitval Levada - 30/08/2019








03
Gilberto Gil Refavela 40 Anos
Circo Voador - 25/01/2019








02
Black Alien
Circo Voador - 26/07/2019








01
Luiza Lian
IED Urca - 13/07/2019





Só que, por melhor que o Brasov tenha sido, Los Hermanos no Maracanã foi uma experiência única. Se o show não fosse bom, o que não seria de se espantar, teria valido por ver aqueles caras que tocavam no Garage, ali pertinho, para poucas dezenas de doidos, agora botando banca de levar 40 mil pessoas para o estádio. Só que o show ainda por cima foi bom!



Um certo saudosismo continuou marcando presença com a celebração de 15 anos do disco Nadadenovo de um Mombojó que retoma os arranjos originais daquelas canções com bastante capricho e emoção, enquanto os 40 anos de Refavela, que foram comemorados por mais de 2 anos (!), mistura Gilberto Gil com uma nova geração de músicos (um Tono turbinado, digamos) e naquela noite no Circo Voador uma penca de convidados que fazem aquele clichê de vermos passado, presente e futuro soar muito verdadeiro.



Essa lista fica menos passadista nos seus primeiros colocados. Black Alien se supera como nunca tinha feito ao vivo, defendendo o melhor disco nacional de 2019, onde o público cantava as músicas novas às vezes com mais vigor que os já clássicos do Babylon by Gus, Volume 1: O Ano do Macaco. Da iluminação à escolha do setlist, passando pela abertura com De Leve, tudo funcionou muito bem.



Mas teve uma noite mágica na Urca. A céu aberto e com uma estrutura impecável montada no terraço do instituto europeu de design, Luiza Lian só traz ao palco o produtor Charles Tixier para fazer seu espetáculo, desta vez baseado no mais recente álbum, o Azul Moderno, mas com músicas também dos discos anteriores. E os dois criam um universo incrível, com as traquitanas que Tixier manipula ao vivo para criar as bases eletrônicas para as melodias que Luiza Lian traz na excelente voz. São noites assim que justificam essas listas, o La Cumbuca e a vida, que é boa demais com música boa.




Anterior: 5 Melhores Shows Internacionais de 2019
Anterior: 5 Melhores Discos Nacionais de 2019
Anterior: 5 Melhores Discos Internacionais de 2019

Nenhum comentário: