Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

domingo, 20 de julho de 2008

Vamos para Londres?

La Cumbuca dá espaço para mais um de seus leitores. Dessa vez Igor Ferraz vem aqui para recomendar um disco importantíssimo para ele. Fala, Igor:



Chester Arthur Burnett, mais conhecido como Howlin’Wolf, foi um dos maiores músicos de Blues, não apenas de sua geração, que contava com nomes como Willie Dixon, Muddy Waters, Otis Rush, Sonny Boy Williamson II, mas também como da história do gênero.

O disco ‘The London Howlin' Wolf Sessions’ é fruto de várias sessões no Olympic Sound Studios entre fevereiro e julho de 1970. Junto com seu fiel guitarrista, Hubert Sumlin, Wolf liderou, durante esse período uma banda formada na maior parte do tempo por Eric Clapton, Steve Winwood, Bill Wyman e Charlie Watts. Houve participações eventuais, como as de Ian Stewart, Ringo Starr, Lafayette Leake e Klaus Voormann.

Da primeira faixa "Rockin' Daddy", até a última "Wang Wang Doodle" o som puro do Blues remete ao final da década de 50 e boa parte da década seguinte, período no qual Wolf alcançou maior popularidade. Sua voz está tão boa quanto antes arrematando clássicos como ‘Highway 49’, ‘Red Rooster’, ‘I Ain't Superstitious’, ‘Sittin' On Top Of The World’, este último regravado por Bob Dylan no disco ‘Good as I been to You’ de 1992.

A capa do disco é outra obra de arte, não sei quem fez, mas realmente acertou em cheio. Mostrando o próprio Wolf, Clapton e Watts sentados na Piccadilly Circus, cartão-postal londrino.
Bem, quem tiver a sorte de dar de cara com um disco desses seja em vinil ou em cd pelas lojas e/ou sebos da vida, fica o recado pra não desperdiçar a oportunidade e garantir um exemplar.

TEXTO POR: Igor Ferraz

Nenhum comentário: