Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana no Circo Voador (06/07/12)

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana - 06/07/12


Eu já conheço o show da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, certeza de diversão, mas não estava tão confiante de passar a madrugada de sexta-feira no Circo Voador. Por mais que tente, e realmente eu não aparento muito, às vezes não nego meu "sangue carioca" (existe algo assim?) de ter preguiça de tudo.



Mas o ska faz dessas coisas, da gente passar por cima de preguiça, resfriado e tudo mais. Mas talvez a verdade seja que depois de ter visto na televisão o Madness tocando em cima do Palácio de Buckingham, eu precisasse ver o mais rápido possível algum grupo que fosse especialista no ritmo.



Infelizmente, por conta do resfriado e por acreditar que fosse mais uma daquelas longas noites, perdi o show do Don Roballo. Menos mal que isso pudesse significar que a noite não acabasse tão tarde assim.




Mas quando depois de uma hora e pouco a OBMJ tentava se despedir do palco e era praticamente obrigada a voltar para um segundo bis, a impressão é que o show realmente podia ir até 5 da manhã tranquilamente. Poderiam fazer mais uns 7 bis e o pessoal continuaria lá, dançando. Não sei com vocês, mas sinto isso com ska, o tempo passa mais rápido do que deveria, os espirros e o cansaço somem, um santo remédio em resumo.


Orquestra Brasileira de Música Jamaicana - 06/07/12


Não há muitas novidades no show. Para quem não conhece: a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana transforma músicas nacionais conhecidas em ska, rocksteady, reggae, enfim, bota a MPB, o samba, forró e até a música clássica para ir dançar pulando lá em Kingston.



Uma das marcas da OBMJ é a abertura com "O Guarani" de Villa-Lobos, também conhecida (infelizmente) como "a música da Voz do Brasil", onde eles anunciam: "Em Brasília, hora de dançar ska!". Antes disso, um telão exibia um meio-jocoso-meio-sério vídeo ensinando os passos para dançar ska. Depois de Villa-Lobos, "A Minha Menina", gravada pelos Mutantes, composta por Jorge Ben.




"Trem das Onze"



À medida que os clássicos nacionais vertidos em ska foram sendo tocados - "Trem das Onze" de Adoniran Barbosa, "Cotidiano" do Chico Buarque, "Águas de Março" de Tom Jobim, "Carinhoso" do Pixinguinha", Moacir Santos, etc - dava para perceber que chegou um ponto onde não havia uma única pessoa no público que não estivesse dançando, alguns mais empolgados quase pogando, gente tirando a blusa, e quando eu digo "gente" eu quero dizer homens e mulheres, loucura total.





Além de um tema instrumental próprio da OBMJ que eu não tinha ouvido antes eles tocando (creio que o nome é "Tupinambá"), acho que a única mudança dos outros shows que eu já tinha ido foi a inclusão de "Pagode Russo", de
Luiz Gonzaga. A junção de "No No No" (Dawn Penn) com "Bananeira" (João Donato) foi um dos pontos altos, além da mistura de marchinhas com "Guns of Navarone". Mas particularmente me diverti mais mesmo foi com o cover de "A Message to You, Rudy" dos Specials.




"Pagode Russo"



O show poderia ter durado mais umas dez horas, é verdade, a OBMJ pode apresentar muito mais novidades, já que a quantidade de músicas brasileiras que podem ser transformadas em ska é enorme, também é verdade, mas a grande verdade é que duvido que alguém que esteve lá no Circo pudesse reclamar de alguma coisa desse show.


Orquestra Brasileira de Música Jamaicana - 06/07/12


(Quantidade de vezes que a palavra ska foi usada neste texto: 8)

Nenhum comentário: