Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Foalstival (prelúdio)

Continuando sobre o Festival Planeta Terra...


Terminado o show do Curumin, havia como opção Mallu Magalhães no palco principal. A menina, que há um ano atrás sequer tinha feito um show, agora tocava num festival de grande porte com nomes internacionais de peso. Uma coisa curiosa foi a escolha dos artistas nacionais no palco principal. Tanto Mallu Magalhães quanto a banda que se apresentou antes, Vanguart, são artistas que tocam, resumidamente, folk rock. Festivais costumam abranger várias vertentes de música, mas os dois artistas nacionais serem tão parecidos entre si e, ao mesmo tempo, tão diferentes dos artistas internacionais soou um tanto quanto desnecessário.



Não que esses nomes não estejam em evidência e não mereçam estar no festival, mas porque não nomes que dialogassem melhor com um público de Bloc Party (Rockz, por exemplo), ou até mesmo do Offspring (um Dead Fish seria do agrado dos que estavam lá esperando pela banda de hardcore)? Considerando isso, até que Mallu segurou bem, e se não animou, pelo menos não enfureceu a platéia. Cheguei (de novo) na metade do show, mas de longe podia ouvir ela tocando "Your Mother Should Know", do disco Magical Mistery Tour, dos Beatles.



De perto pude ouvir Tchubaruba e achei a versão ao vivo bem melhor do que a gravação que existia no myspace. Mas quando ela liga o violão e ele está com o som alto demais por descuido dela, e ela solta um "opa" maroto de quem fez coisa errada, aí vemos que era isso que o público queria, já que vários ficam com aquela cara de "oh, que bonitinha, guti guti". O jeito que ela se comporta entre as músicas gera mais reação do que as músicas em si, pelo menos diante desse público que estava lá para ver outros artistas. Não fiquei até o final pois estava curioso em conferir o show do Animal Collective, banda que não havia me agradado daquilo que baixei e ouvi.



Continua.

Nenhum comentário: