Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

terça-feira, 9 de julho de 2013

6 músicas do show de Brunno Monteiro no Oi Futuro Ipanema (08/06/2013)






Qual direção seguirá Brunno Monteiro? Em mais uma atração trazida pelo projeto Levada Oi Futuro - na semana anterior conferimos a apresentação de Andreia Dias - o que chamava a atenção logo de cara, além do teatro praticamente lotado, era a cenografia instalada no palco onde ele apresentou as músicas do seu disco de estreia, Ecos da Rua.




Placas de direção, de alerta, cone de trânsito, orelhão e até uma catraca mostram uma diferença de Brunno em relação a 99% dos artistas independentes do Rio de Janeiro. A preocupação e o cuidado de apresentar ao público algo além das músicas é algo raro de acontecer pela cidade.




Lembro-me de notar triste como o saudoso Cinematheque tinha às vezes somente um spot de luz e o artista que se virasse com isso. Nesse caso, a estrutura do Oi Futuro Ipanema também ajuda, com um equipamento de luz potente. Mas não é todo mundo que vai tocar lá e sabe aproveitar isso.








Brunno parece ter boas companhias em todas as áreas além-música, mas os parceiros musicais também são de qualidade notável. Além da banda que o acompanha, o óbvio destaque é para a participação do guitarrista JR Tostoi (Vulgue Tostoi, Lenine), que produziu o disco, nas duas últimas músicas do show.




Com tanta boa gente à sua volta, o belo cenário mostrando detalhes de uma cidade se formando e transformando talvez indiquem isso em relação ao som de Brunno, que só outro dia descobriu a existência do ukulele (achei que já era de conhecimento de todos, mas caso alguém também não conheça é, de forma simplificada, um cavaquinho havaiano – e vamos ver quanto tempo vai demorar até ele ser apresentado a uma escaleta!).




Os obstáculos do labirinto dentro da cidade musical que Brunno vai criando em torno de si vão sendo superados nas boas soluções em apresentar sem banda uma versão de “Space Oddity” de David Bowie e os momentos finais tanto da faixa que dá nome ao disco quanto “Na Gaveta”, onde o cantor explora e solta melhor sua voz aos gritos, necessários no meio de tantas placas que, se não forem enfrentadas, podem dar o risco de não chegar a lugar algum.




Muitas vezes é bom ficar perdido por aí e mudar de caminho quando se dá na telha, mas a diferença que Brunno pode oferecer no meio de tantos artistas de pop rock com alguma influência de Paulinho Moska é pegar essa turma boa que o acompanha e mostrar qual a direção certa. Quando ele consegue fazer isso, a rua é dele.




Gravei cinco vídeos, o que dá um total de seis canções contando com a saideira "Na Gaveta", e se considerar as citações a Paralamas e Erasmo temos oito músicas clicando aqui ou logo abaixo.







Lista de músicas gravadas:

"Se Entender"
"Filho Único" / "Sou Uma Criança, Não Entendo Nada" (Erasmo Carlos)
"Ecos da Rua"
"Space Oddity" (David Bowie) - com menção a "Busca Vida" dos Paralamas do Sucesso
"Novo Modo"
"Na Gaveta"

Nenhum comentário: