Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

sábado, 24 de janeiro de 2015

Resenha, fotos, vídeos: Leandro Joaquim no Verão no MAR (23/01/2015)






Dentre todos os festivais e projetos que estão acontecendo no Rio de Janeiro (relembrando: Dobradinhas, Gancho, Bulha, Verão no Castelinho, Weekends, Verão Rio, Picolé, etc etc etc...) o Verão no MAR - MAR de Música foi o que largou na frente.




Desde novembro o Museu de Arte do Rio, através de uma parceria com o Circo Voador, tem reservado algumas de suas sextas-feiras para abrigar festas, DJs e bandas para apresentações gratuitas no meio de suas pilastras, no térreo. Na última sexta-feira era Leandro Joaquim o artista convidado para mostrar as músicas de seu primeiro disco Sobre as Cores e o Nosso Tempo.









Para saber um pouco mais sobre o álbum e sobre o Leandro, é recomendável ler meu pequeno texto falando da minha escolha como sexto melhor disco nacional de 2014. Leandro Joaquim traduz ao vivo aquilo que está no Sobre as Cores..., que é uma variedade de estilos bem grande e que nem sempre seriam conciliáveis dentro de um mesmo show, mas que Leandro dá seu jeito e sua cara e faz tudo funcionar.









Boa parte do público certamente não o conhecia (mas talvez se lembre dele como trompetista em qualquer banda do Rio de Janeiro que precise de um trompete nos últimos anos), mas mesmo assim esgotou as entradas disponíveis no espaço dentro do MAR, o que fez parte do pessoal assistir o show do lado "de fora", separados apenas por um vidro transparente, na verdade.




Mesmo tocando para "desconhecidos" e não-iniciados em seu trabalho, Leandro Joaquim não titubeou e, depois de tocar músicas mais balançantes como "Em Suma, Na Real, De Fato", "Joias e Gestos" e o psicodélico reggae-dub (com melodia com jeitão de... chorinho!) "Daqui Pra Frente É Só Relaxo", faz músicas mais "difíceis" para conquistar uma audiência disposta a se mexer e mesmo assim obtém sucesso, no jazz meio experimental e de tons graves que dá título ao disco, e na sequência, com a valsinha "Tanto Quanto o Encanto".









Uma banda mais enxuta em comparação com o show já visto por La Cumbuca anteriormente (veja aqui vídeos de Leandro Joaquim no Sérgio Porto), mas mantendo a base de Rian Batista (Cidadão Instigado) no baixo, Maurício Calmon na bateria e teclados e Victor Gottardi (Zé Vito) na guitarra e, importante notar, uma equipe de som excelente que dava um brilho especial na voz de Leandro, que é bem mais trompetista do que cantor.




Calmon e Gottardi eram, junto com Leandro, integrantes do Sobrado 112, motivo para tocar uma boa música do grupo ("Duas de Cinco") no encerramento. Agradou o público presente, em especial um garotinho de camiseta com logo dos Rolling Stones, que dançava sem parar na frente do palco.









Três vídeos do show podem ser vistos aqui ou abaixo.








Músicas gravadas:

- Em Suma, Na Real, De Fato

- Faça Algo Por Você

- Duas de Cinco




O MAR de Música no museu se encerra no dia 06 de fevereiro, com Orquestra Voadora e Escravos da Mauá. Afinal de contas, já é carnaval...

Nenhum comentário: