Novidades musicais de todos os tempos. Também estamos em:

Flickr : Youtube : Twitter : Facebook

Destaques do site:

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Dois vídeos do Sambanzo de Thiago França na Audio Rebel (04/02/2014)





Que é prolífica essa turma de São Paulo, essa que tem formações musicais variadas que contam com Marcelo Cabral no baixo, Guilherme Held na guitarra e mais Kiko Dinucci, Romulo Fróes, Juçara Marçal, Rodrigo Campos, bateristas e percussionistas como Tony Gordin, Samba Sam e tantos outros que orbitam entre esses, isso é inegável.




Mas de todos esses, um se destaca na produção autoral, mesmo que muitas vezes em parcerias, com diferentes codinomes, propostas, projetos, etc. Esse um é o saxofonista Thiago França. É Metá Metá, é Marginals, é Charanga, é disco em homenagem a um livro, é sessão de improviso com Kiko Dinucci, é... Sambanzo.




Foram as músicas do projeto que foi denominado como Sambanzo que Thiago França trouxe para a Audio Rebel no começo de fevereiro. A banda que gravou o disco Etiópia com ele tinha Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Samba Sam e o baterista Welington Moreira "Pimpa".




Para fazer o Sambanzo no Rio de Janeiro, no lugar dos músicos paulistanos foram recrutados três músicos do Rio que, entre muitos projetos (tal qual a turma de São Paulo), tocam juntos na Abayomy Afrobeat Orquestra: o guitarrista Gustavo Benjão, o baixista Pedro Dantas e o baterista Thomars Harres.




"Tilanguero"



Pela referência à Abayomy, já dá para imaginar que o afrobeat entra forte nessa história, mesmo para quem não tenha ouvido o disco do Sambanzo. E é claro que entra, assim como outros elementos da musicalidade africana, mas a coisa vai mais longe.




Ao vivo, assim como no disco, percebe-se que o Sambanzo acaba condensando diversas das outras propostas de projetos que Thiago frança participa. Existem os improvisos jazzísticos do Marginals, o samba feito para dançar a dois como já mostrou com o disco Na Gafieira e a musicalidade-religiosidade-afro-brasileira do Metá Metá, tudo isso traduzido em temas e melodias de aparência simples que vão ficando densos no percorrer de suas extensões.




"Ngoloxi" / "Capadócia"



Mas há também um lado meio pós-punk, belamente agressivo, de certa forma também relacionado ao que o Metá Metá está fazendo em sua fase Metal Metal, mas que no disco era menos perceptível. Poderia ser creditado à banda que o acompanhava nesse noite na Audio Rebel, mas parecia ser Thiago a ditar o andamento nervoso que a faixa que dá título ao disco ganhou. Um dos melhores momentos musicais desse início de 2014.



Os dois vídeos acima podem ser vistos em sequência aqui.


Nenhum comentário: